Na produção rural, fatores externos como chuvas excessivas, geadas e mudanças drásticas de temperatura podem colocar em risco os resultados nas colheitas. Por isso, saber como funciona o seguro agrícola é uma forma de proteger a produção.

O seguro agrícola é um produto que visa garantir aos agricultores uma indenização em caso de imprevistos que afetem a colheita. Quem empreende no meio agrícola sabe que, nesse segmento, sinistros podem gerar prejuízos consideráveis.

Nesse artigo vamos mostrar como funciona o seguro agrícola, destacando o seu conceito, suas coberturas, modo de contratação e destinatários. Descubra como esse seguro funciona na prática e se vale a pena a sua contratação.

A importância do seguro agrícola

O Brasil é um dos grandes produtores rurais do mundo. Além de alimentar o mercado interno, o país exporta diversos itens. Por isso mesmo, existe um grande número de players atuando nesse mercado, desde as pequenas até as grandes empresas rurais.

De acordo com o IBGE, a produção agrícola brasileira chegou ao recorde de R$ 343,5 bilhões no ano de 2018. O desempenho representou 8,3% a mais do que o ano anterior. Esses dados mostram o sucesso do setor da produção agrícola nacional.

No entanto, a produção está constantemente sujeita a riscos muitas vezes imprevisíveis. Dados indicam que no Brasil a perda anual devida à fatores extremos como enchentes e seca seja de aproximadamente R$ 11 bilhões. Isso representa 1% do PIB agrícola.

Para evitar prejuízos o agricultor deve tomar medidas práticas, como melhorar seus processos e intensificar o controle. Entretanto isso pode não ser suficiente, sendo a contratação de um seguro é uma alternativa viável.

O seguro agrícola ocupa papel importante no contexto da produção brasileira. Ele permite que os empresários do setor possam operar com tranquilidade, sem suportar sozinhos todos os riscos envolvidos na atividade.

Vale a pena destacar que, apesar de não ser obrigatória, a contratação do seguro agrícola é indicado, tendo em vista a sua importância.

Para quem o seguro agrícola é indicado

Já que estamos falando sobre como funciona o seguro agrícola, vale a pena analisar para quem ele é indicado.

O seguro agrícola pode ser contratado por produtores agrícolas, incluindo agricultores, pecuaristas e outros agentes que atuam diretamente com a produção no campo. Por isso empresas de todos os tamanhos podem ser beneficiadas.

Isso porque o principal objetivo do seguro é proteger o contratante contra a perda de suas culturas devido a desastres naturais ou a perda de receita devido à queda nos preços de commodities agrícolas.

Todos os produtores podem fazer a contratação. No entanto, pequenos produtores rurais contam também com opções de subsídios governamentais. Essa é uma opção viável para proteger a lavoura com um custo benefício melhor. Esses subsídios são concedidos por meio do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural – PSR.

Como funciona o seguro agrícola: benefícios

O seguro agrícola apresenta uma série de vantagens para os produtores. Ele protege não apenas contra os riscos da perda da colheita, como também contra riscos que afetem o patrimônio do segurado.

Entre os principais benefícios que podem ser obtidos através do seguro agrícola é uma renda determinada, até a próxima colheita, em caso de sinistros que afetem os resultados esperados. Por isso, a contratação funciona como uma garantia.

A indenização, paga pela seguradora, permite que os produtores possam continuar suas atividades sem passar dificuldades financeiras. Sem uma proteção adequada, muitas vezes os produtores são obrigados a abandonar suas atividades.

Como funciona o seguro agrícola: modalidades do seguro

Na contratação, o segurado pode escolher entre as variadas modalidades de seguro agrícola. O produto pode variar de acordo com as coberturas e objetos. Alguns exemplos são:

Grãos

O seguro visa proteger o segurado contra os riscos que possam acometer culturas como milho, soja, feijão e similares.

Pomar

Os objetos protegidos são as frutas que fazem parte do pomar, como maças, ameixas, uva e pêssego.

Horta

Protege contra riscos que possam afetar as diferentes culturas que são desenvolvidas em uma horta.

Máquinas agrícolas

Diferente dos seguros agrícolas destinados à plantação, o seguro máquinas agrícolas protege o patrimônio móvel, como as máquinas usadas no plantio e colheita.

Como funciona o seguro agrícola: riscos protegidos

Da mesma forma que o seguro agrícola varia de acordo com o tipo de objeto protegido, podem existir diferenças com relação aos riscos protegidos. No geral, os principais riscos são incêndio, raios, ventos fortes, ventos frios, granizo, chuvas e geada.

Como o seguro agrícola é calculado

Já que estamos falando sobre como funciona o seguro agrícola, vale a pena abordar o seu cálculo.

Quando o segurado aciona a seguradora, o valor da indenização é calculado com base no índice de produtividade da cultura no município. Esse índice é fornecido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Quer saber mais sobre o trabalho desenvolvido pela Genebra Seguros e o sucesso que tem gerado na área agrícola? Para falar com nossos especialistas, entre em contato pelo telefone (51) 3237-7210 ou pelo e-mail seguros@genebraseguros.com.br.